quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Lúcia Veríssimo ao SBROING: «Todos gostavam do Jerry mas eu chorava pelo Tom»



Lúcia Veríssimo vai estar em Lisboa na próxima quarta-feira, dia 15, na sessão de abertura do Muvi - o único festival de cinema específico sobre música em Portugal, que se realiza no cinema São Jorge.

A atriz e realizadora de cinema brasileira, que os teus pais conhecem bem de muitas telenovelas populares nos anos 80 e 90, vai estar presente na estreia em Portugal do seu documentário "Eu, meu pai e Os Cariocas - 70 anos de música no Brasil" que resulta do trabalho de cerca de dois anos da Lúcia.

No documentário estão os depoimentos de 60 outros artistas como Ângela Maria, Caetano Veloso, Carlos Lyra, Chico Buarque, Erasmo Carlos, Fafá de Belém, Gal Costa, Joyce Moreno, Marcos Valle, Maria Bethânia, Milton Nascimento, Roberto Menescal e Zélia Duncan, entre outros. No total ouvem-se excertos de 134 músicas que estavam, em boa parte, guardadas no arquivo da mãe, diz ela. Isto porque o fio condutor da história do filme é o amor e admiração que tem pelo pai, Severino de Araújo Silva Filho, um dos fundadores do grupo que faleceu antes de ver terminado o documentário. 

Se quiseres conhecer a Lúcia em pessoa, só tens de ver o filme na próxima quarta-feira, às 21h30, na sala Manoel de Oliveira do São Jorge porque ela vai lá estar.


Daniela Azevedo e Lúcia Veríssimo na Casa da Guia em outubro de 2017


Entretanto, ficas a saber que já nos contou quais eram os seus desenhos animados e "histórias em quadrinhos" prediletos em criança.


Aqui fica a figura d'"O Amigo da Onça".




Sem comentários:

Publicar um comentário