terça-feira, 3 de novembro de 2020

Papelada no Museu do Oriente


Tantos papeis! Coloridos, brilhantes, opacos, transparentes, macios ou ásperos. De alguns, quando dobrados, surgem formas, outros, se amachucados ou rasgados, produzem sons. Desenrolar, enrolar; embrulhar, desembrulhar; dobrar e desdobrar! O papel será o protagonista da oficina de estimulação visual, sonora e tátil que está a ser organizada pelo Museu do Oriente.

Ao fim-de-semana ou à semana, os ateliês Tapete Encantado são um espaço onde pais, mães, avós e educadores exploram o museu através do olhar dos bebés. Juntos vão conhecer o Oriente de objeto em objeto, de história em história. Uma viagem através de sons, formas, cores e texturas nos transportam para o universo mágico de quem começa a descobrir o mundo.

Esta oficina é destinada a bebés até aos 12 meses e decorre no dia 7 de novembro, às 11h30, no Museu do Oriente, em Lisboa.

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Passeio virtual no elétrico 28




Queres conhecer Lisboa a bordo do elétrico 28? A Visit Lisboa propõe uma visita virtual à capital do país neste quadro de calamidade que atravessamos. 

Inaugurada em 1914, a carreira 28 atravessa diariamente bairros históricos de Lisboa e, também por isso, foi adotada em massa pelos turistas que visitam a capital portuguesa. Em dias normais, conseguir entrar no 28 é tarefa complicada, mas nesta viagem virtual tens sempre lugar sentado... a partir de casa.

O percurso do 28, sem carros em segunda fila, dura 48 minutos, mas no vídeo do Visit Portugal disponibilizado no YouTube em 2017 demoramos só três minutos para viajar entre o Martim Moniz e Campo de Ourique. 

Tudo isto acontece com vista a partir do lugar do guarda-freio que permite campo de visão alargado para matar saudades de Alfama, da Graça, do Chiado, de São Bento, da Estrela ou de Campo de Ourique, alguns dos bairros mais bonitos de Lisboa. No lado esquerdo do vídeo, um mapa vai dando conta da localização.

A viagem começa aqui.

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Musical "Heidi" de regresso ao Teatro Armando Cortez, em Lisboa

 


"Heidi" regressou à sala principal do Teatro Armando Cortez – Casa do Artista, em Lisboa, onde vai ficar em palco até ao final deste mês.

"Heidi" é um clássico para todos os tempos e culturas que conquistou o mundo. A pureza de pensamento e a sabedoria ingénua desta personagem conduz-nos a temas essenciais, tais como, a igualdade de género, inclusão, diferença e a saudade. E estes, são alguns dos "segredos" para o êxito desta história, numa versão musical, pela primeira vez em Portugal, que promete transformar corações.

A interpretação conta com Catarina Ramos, Henrique Macedo, Kim Cachopo, Maria Curado Ribeiro, Marta Lopes Correia, Miguel Vasques, Paulo Neto e Tiago de Almeida. Conta ainda com cenografia de Kim Cachopo e desenho de luz de Tiago Santos.

O espetáculo "Heidi" pode ser visto aos sábados e domingos às 15h00 na sala principal do Teatro Armando Cortez em Lisboa. Nos dias de semana é direcionado para grupos, existindo sessões de terça a sexta-feira às 11h00 e às 14h30. Os bilhetes encontram-se à venda nos locais habituais e têm o preço de 10,50 euros para crianças e 13,50 euros para adulto.

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

"A Raposa e a Cegonha" - fábulas de Esopo [leitura em vídeo]

Cada uma das fábulas de Esopo tem uma aplicação moral por detrás.

A raposa e a cegonha, apesar de normalmente serem predador e presa, pareciam dar-se bem, e os outros animais olhavam para elas apenas como duas boas amigas. No entanto, o instinto da astuta raposa rapidamente se revelou.

Medir forças e entrar em competição para ver quem é o mais poderoso não é nada produtivo e ainda pode arruinar bons relacionamentos. Esse é um dos ensinamentos desta fábula, mas podes tirar os teus.

Se preferires, podes também ver com a imagem em plena Serra de Montejunto, no YouTube.

Imagem de Filipe Pedro.

Entretanto, não te esqueças de subscrever o podcast do SBROING, agora também no Spotifypara receberes automaticamente todos os episódios.

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

União Europeia lança jogos educativos


O site da União Europeia (UE) disponibiliza um conjunto de atividades para entreter os mais novos - puzzles sobre países ou línguas, adivinhas, quizzes de história, geografia e cultura, jogos de bandeiras e o significado das suas cores, monumentos e sítios famosos, jogos de tabuleiro inspirados na ação climática e até um jogo sustentável onde podemos construir uma cidade amiga do ambiente.

A ideia é entreter, testar conhecimentos e também aprender um pouco mais sobre os 27 países que fazem parte da UE. A maioria dos jogos é para brincar online, com elementos interativos, mas há também a possibilidade de imprimir mapas da Europa para colorir ou folhas para um "quantos-queres" de factos históricos, em várias línguas.

Está tudo disponível aqui.


quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Férias Tecnológicas

As férias de verão na Assembly, em Lisboa, são repletas de diversão, conhecimento e aventuras tecnológicas.

Até 11 de setembro, as crianças dos 7 aos 16 anos podem ser cientistas tecnológicos, criadores de robots e até mesmo génios da programação. O programa de ferias oferece atividades digitais focadas em competências de Code, Robótica, Design e Gaming.

A tecnologia é a nova literacia e por isso a Assembly prepara os mais pequenos, em complementaridade com o ensino formal, para os desafios de um novo mundo onde a tecnologia é o centro de todas as coisas e profissões.

Não é só a formação na Assembly que é diferente: aqui, os professores acreditam e recompensam o mérito, através de um sistema de pontos que são atribuídos pelo esforço dedicado às unidades tecnológicas e vocacionais.

A escola está equipada com uma zona recreativa com um grande foco no gaming, experiências em realidade virtual e media lounge com acesso livre às mais conhecidas plataformas de streaming. Os alunos que forem completando a sua formação somam pontos que podem ser trocados por horas na zona recreativa.

terça-feira, 8 de setembro de 2020

Aplicação de telemóvel alemã dá voz a crianças portuguesas

 


A aplicação de telemóvel "Earth Speakr", criada no âmbito da presidência alemã do Conselho da União Europeia, dedicada à proteção climática, foi desenvolvida com a voz e as mensagens de nove crianças portuguesas.

A plataforma interativa, financiada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros alemão, com o apoio do Instituto Goethe, convida as crianças dos Estados-membros da União Europeia, dos 7 aos 17 anos, a "falarem pelo planeta" e os adultos "a ouvirem o que eles têm a dizer".

Criada pelo artista dinamarquês a viver em Berlim, Olafur Eliasson, usa a realidade aumentada para colocar um rosto na natureza ou em objetos, desde uma árvore a uma garrafa de plástico.

Uma lâmpada vai mexendo os olhos, boca e nariz, deixando um apelo: "Todas as casas deviam ter painéis solares, assim consumíamos só energia renovável". Uma planta avisa, "por cada criança que nasce, devia ser plantada uma árvore". Estas são algumas das mensagens em português de nove crianças portuguesas de uma escola de Fátima, alunos dos 5.º e 6.º ano de escolaridade, que participaram no desenvolvimento do projeto.

 "Contactaram-me para sugerir uma escola em Portugal. Sabia que o Colégio Sagrado Coração de Maria, em Fátima, está sempre aberto a projetos de colaboração. Ficaram muito interessados e aceitaram participar", revelou à Lusa Soledade Rodrigues, membro da organização não-governamental alemã "Europa-Union Deutschland". A viver em Rheine, o convite surgiu fruto dos quase 25 anos de geminação que esta cidade da região da Renânia do Norte-Vestefália tem com Leiria, do qual já surgiram várias parcerias culturais.

"Este projeto de proteção climática, devido ao seu caráter comum, diz respeito a todos e, como tal, reforça a nível local, regional e nacional o espírito europeu. Orgulho-me de ter criado a ponte com o meu país de origem, Portugal", sublinhou Soledade Rodrigues à agência Lusa.

Além de ouvir e poder partilhar as mensagens nas redes sociais, a "Earth Speakr" permite detetar as vozes e caras associadas a um determinado local através de um mapa virtual. A aplicação foi lançada com as vozes de nove crianças portugueses, mas agora, todas podem participar.

Olafur Eliasson, que passou recentemente por Serralves, no Porto, com uma exposição, admite que, mais do que uma aplicação, a "Earth Speakr" é uma peça artística, disponível nas 24 línguas oficiais da União Europeia e é gratuita. Algumas mensagens serão transmitidas no Parlamento Europeu em Bruxelas e em Estrasburgo.

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Capri-Sun tem prémios para este regresso às aulas


A marca de sumos Capri-Sun lançou um concurso de regresso às aulas, sob o conceito de "Olimpíadas Escolares", que irá distribuir prémios todos os dias, até 22 de setembro.

O concurso "Olímpiadas Escolares Capri-Sun" baseia-se no jogo virtual Capri-Numbers. Durante cerca de um mês, a marca de sumos irá oferecer, todos os dias, três vales Staples (de diferentes valores) a cada um dos três concorrentes mais bem classificados no jogo nesse dia.

A agência de publicidade Icebergue assina o branding do concurso e é também responsável pela campanha que arrancou nos meios digitais, mas também em ponto de venda, tendo sido concebida uma ilha, um topo, um crowner e um folheto, que estará disponível nas grandes superfícies comerciais.

Para participares basta clicares aqui.

sexta-feira, 21 de agosto de 2020

"O Peixinho e o Gato" de Lenira Almeida Heck [leitura em vídeo]

"O Peixinho e o Gato" é uma história infantil escrita por Lenira Almeida Heck que gentilmente a cede livre de direitos autorais, permitindo que seja novamente escolhida para um audiolivro do SBROING.

Trata-se de uma aventura emocionante que começa no fundo do mar e culmina com a luta pela vida entre o bravo peixinho Vermelho, capturado pela rede de um pescador, e o seu rival - o terrível Sr. Gato.

Enquanto está aprisionado num aquário, o Vermelho sente-se vulnerável, mas consegue mostrar ao Sr. Gato de quem é a valentia!

Aqui fica só a leitura para ouvires no carro na tua viagem de férias.

Se preferires, podes também ver com a imagem à beira da piscina e na companhia do amigo "Finho" no YouTube.

Imagem de Filipe Pedro.

Entretanto, não te esqueças de subscrever o podcast do SBROING para receberes automaticamente todos os episódios.


quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Novo livro de J. K. Rowling com ilustrações portuguesas


O novo livro infantil da autora da saga de Harry Potter, J.K. Rowling, intitulado "O Ickabog", chega a Portugal em novembro e incluirá os desenhos das crianças que vencerem um concurso de ilustração lançado para esse efeito.

"O Ickabog" é um original infantojuvenil de J.K. Rowling escrito há mais de dez anos e que foi publicado online, em maio, para ajudar a entreter crianças, pais e cuidadores confinados em casa durante a pandemia de covid-19.

A Editorial Presença, que edita a obra da autora em Portugal, anunciou que a versão impressa chega às livrarias portuguesas em novembro e traz "uma grande novidade".

Trata-se de "um desafio inédito lançado por J.K. Rowling, em todo o mundo": um convite às crianças para participar num concurso de ilustração, através do envio de um desenho, para ganharem a oportunidade de terem a sua ilustração na edição impressa dos respetivos países.

Em Portugal, o concurso de ilustração "O Ickabog" é promovido pela Editorial Presença e pode ser consultado no site português oficial.

"O Ickabog" é um conto de fadas que J.K. Rowling escreveu há mais de dez anos para ler aos seus filhos mais novos quando os ia deitar. Escrita para ser lida em voz alta, a história de "O Ickabog" passa-se numa terra imaginária e é uma história autónoma, sem relação com outros trabalhos da autora, não estando assim relacionada com o universo Harry Potter, mas contendo temas frequentemente explorados na escrita de J.K. Rowling.

Conta a história do reino de Cornucópia, governado pelo Rei Fred, o Destemido, que aproveita o Dia da Petição para agradar a todos os súbditos que o procuraram com os seus pedidos.

O último a chegar, um pastor das Terras Pantanosas, queixa-se do temível monstro Ickabog, uma personagem dos contos infantis usada para aterrorizar as crianças do reino caso não se portassem bem, mas o rei decide levar a sério a história do pastor e partir com o exército para as Terras Pantanosas, no extremo norte do reino, com o intuito de caçar o monstro.

"O Ickabog" será publicado gratuitamente no site português, de forma parcelar, durante as próximas sete semanas. Diariamente, quando forem lançados novos capítulos, a Presença divulgará também sugestões de temas que as crianças poderão desenhar, a partir da leitura dos capítulos.

Os novos capítulos da história vão estar disponíveis na página de Internet da editora todos os dias úteis de 18 de agosto até 2 de outubro de 2020, altura em que a história acaba.

O concurso, destinado a crianças dos 7 aos 12 anos, termina a 9 de outubro e serão selecionados 34 vencedores, cujos desenhos serão publicados na edição impressa do livro. Cada vencedor do concurso de ilustração receberá ainda um prémio.

Os direitos de autor da venda desde livro serão destinado a projetos de auxílio a grupos particularmente afetados pela pandemia da covid-19, no Reino Unido e internacionalmente, anunciou a escritora.

sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Férias artísticas no Museu Berardo


Para o Serviço Educativo do Museu Coleção Berardo, as interrupções letivas são sinónimo de oficinas lúdico-pedagógicas. Desta vez, não será diferente!

Este verão, embora com algumas diferenças, para fazer face à atual pandemia de COVID-19, as oficinas de férias serão semanais, terminando a 4 de setembro, no horário das 09h30–
17h30.

Realizar-se-ão com dois grupos mais reduzidos, com um máximo de 12 participantes, com idades compreendidas entre os 6 e os 13 anos: um grupo dos 6 aos 9 anos, e outro dos 9 aos 13 anos, sempre que seja possível efetuar essa divisão (irmãos não serão separados independentemente da idade).

Não se realizam atividades com crianças em idade pré-escolar, dos 4 aos 6 anos
, por o Museu considerar que se trata de "um grupo menos autónomo e, por conseguinte, com outras exigências que um Museu não consegue assegurar". 

Assim, as atividades destinam-se a dois grupos distintos: 

Grupo 1 | Faixa etária: 6–9 anos (Mínimo 6 participantes e máximo 12 participantes)
Grupo 2 | Faixa etária: 10–13 anos (Mínimo 6 participantes e máximo 12 participantes)
Inscrições e mais informações: servico.educativo@museuberardo.pt
Preço: 125 euros + 5 euros (seguro)

Almoço e lanches não incluídos.

Conheça aqui as restrições impostas às férias artísticas no Museu Berado.

sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Dino Parque da Lourinhã com prémios, passatempos e descontos

Dino Parque com descontos

O Dino Parque da Lourinhã "leva" um pouco dos seus dinossauros a visitar os mais novos em suas casas. Na bagagem estes dinossauros levam atividades interativas como conversas com paleontólogos, inquéritos, trabalhos manuais e passatempos com prémios.

Também no Facebook do parque, há vídeos tutoriais que ensinam os mais novos a construir os seus próprios dinossauros em casa, a criar um "quantos-queres" temático de dinossauros, ou a decorar frascos com algumas das espécies mais conhecidas.

Entretanto, a OesteCIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste e o Dino Parque estão a oferecer 25% de desconto na entrada do parque temático localizado no concelho da Lourinhã. Os visitantes que pretendam usufruir do desconto deverão apresentar um comprovativo de residência e documento identificativo. A campanha é válida, no máximo, para dois adultos e duas crianças.

Esta campanha surge alinhada com a vontade dos 12 Municípios do Oeste de criar um clima de confiança na região enquanto "Safe Destination" - destino seguro - e garantindo que os visitantes poderão visitar o Dino Parque da Lourinhã em segurança, ao longo dos seus 10 hectares de implantação ao ar livre.

Inaugurado em fevereiro de 2018, o Dino Parque já recebeu a visita de quase 600 mil pessoas e é o maior museu ao ar livre da Europa. Com mais de 180 modelos de animais à escala real, este parque temático proporciona uma verdadeira viagem de milhões de anos através de quatro percursos distintos: Paleozoico, Triásico, Jurássico e Cretáceo e ainda um percurso dedicado aos Monstros Marinhos. Pode-se, ainda, visitar um núcleo Museológico com espólio do Museu da Lourinhã e um laboratório para observar a preparação de fósseis.

Este ano o Dino Parque abriu a Torre de Observação Jurássico e recebeu o novo e exclusivo dinossauro, Miragaia Longicollum, modelo nacional e único no mundo. Até outubro podemos visitar a exposição temporária "Big5+" com os cinco principais dinossauros carnívoros da Europa. Brrr... que medo... :)

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

The Navigator Company “Dá a Mão à Floresta”


A Navigator Company no âmbito do projeto "Dá a Mão à Floresta", disponibiliza um conjunto de atividades para os mais novos neste verão 2020.

Estas iniciativas contemplam episódios de desenhos animados que dão vida às personagens do universo "Dá a Mão à Floresta", várias histórias infantis - "Contos da Floresta" - e concertos musicais - "Floresta Musical", disponíveis no site do projeto, Facebook, Instagram  e canal de Youtube.

https://www.daamaoafloresta.pt/pt
https://www.facebook.com/daamaoafloresta/
https://www.instagram.com/daamaoafloresta/?hl=pt

terça-feira, 4 de agosto de 2020

Férias com Ciência


As férias de verão do Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, estão de volta, numa edição com muitas aventuras, experiências e segurança redobrada com muitas atividades ao ar livre.

As férias decorrem até 11 de setembro e as opções são diárias, semanais e destinam-se a crianças dos 6 aos 12 anos.

Cientistas, matemáticos, cozinheiros, jornalistas, biólogos, astronautas ou paleontólogos: as crianças podem ser quem quiserem durante as Férias com Ciência no Pavilhão do Conhecimento.

Durante as férias escolares, as portas estão abertas aos pequenos exploradores e curiosos para descobrirem o mundo ao seu redor através de experiências, actividades práticas, jogos, visitas a exposições e programas que incluem a Cozinha é um Laboratório, o Cantinho da Ciência, a grande oficina DÒING e o Laboratório.

Há sempre coisas novas para aprender. Esta será uma experiência inesquecível e as melhores férias de sempre. Há grandes ideias e projetos inovadores para os pequenos pesquisadores deixarem a sua imaginação correr. Porque a ciência está em todo o lado! E onde andará a Viva? A simpática robô anfitriã do Pavilhão do Conhecimento não vai de férias e promete fazer as honras da casa.

Aqui há mais informações.

sexta-feira, 17 de julho de 2020

"João Esperto" de Monteiro Lobato [leitura em vídeo]


"João Esperto" é uma das 44 "Histórias de Tia Nastácia" - um livro infantil de autoria de Monteiro Lobato, publicado em 1937.

Pedrinho resolve fazer com que Tia Nastácia conte tudo o que sabe sobre folclore. Então, Tia Nastácia começa a contar várias histórias infantis do folclore brasileiro e várias lendas.

Uma dessas histórias encantadas é a do menino João Esperto que, com a sua arte de brincar com as palavras, consegue a mão de uma bela e rica princesa.

Esta obra foi acusada de demonstrar racismo, nomeadamente por descrever a Tia Nastácia como "negra beiçuda".

Aqui fica a leitura para ouvires.
Se preferires, podes também ver no YouTube. Imagem de Filipe Pedro.


Entretanto, não te esqueças de subscrever o podcast do SBROING para receberes automaticamente todos os episódios.

terça-feira, 14 de julho de 2020

Torres Vedras oferece oficinas online


De 8 de julho a 26 de agosto, os serviços educativos da Câmara Municipal de Torres Vedras dinamizam oficinas online para os mais novos.

Ao todo são oito atividades, promovidas pelos serviços educativos da Biblioteca Municipal de Torres Vedras, da Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras, da Fábrica das Histórias - Casa Jaime Umbelino, do Museu Municipal Leonel Trindade, do Centro de Educação Ambiental, do Robótica para Todos e do Quero ser Cientista.

Para cada oficina serão disponibilizados 30 kits com os materiais necessários, que devem ser levantados na Biblioteca de Praia de Santa Cruz. Para obter o kit inscreva-se através do telefone 261 933 543 ou do e-mail bibliotecadepraia@cm-tvedras.pt.

Será também disponibilizado um vídeo tutorial para cada oficina no site da Câmara Municipal de Torres Vedras.

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Valongo acolhe festival de literatura infanto-juvenil



O segundo Onomatopeia, o festival de literatura infanto-juvenil de Valongo, no Porto, começa no dia 26 de junho, com uma programação repartida entre as ruas da cidade e um ecrã digital, com distanciamento social por causa da covid-19.

Este ano o festival, organizado pela autarquia, tem curadoria da escritora Adélia Carvalho e procurou reinventar-se em tempo de pandemia, com o formato mais tradicional do evento, com conversas, oficinas, cinema e atuações, a dar lugar a um programa mais colaborativo e descontraído, lê-se na nota de imprensa.

Entre os dias 26 e 28 de junho, o Onomatopeia propõe 12 horas de atividades, entre as 10h30 e as 22h30, com destaque para as "batalhas entre escritores", com moderador e tendo como ponto de partida uma onomatopeia. Estão previstas batalhas literárias online entre Ondjaki e David Machado, entre António Mota e Isabel Zambujal ou entre José Luís Peixoto e Isabel Minhós Martins.

A pensar nos leitores mais novos, haverá ainda oficinas de língua portuguesa - de trava línguas ou lengalengas -, leituras de contos e, a fechar o dia, uma canção de embalar, interpretada em direto por Mafalda Veiga acompanhada de ilustrações de Cátia Vidinhas, Evelina Oliveira e Sérgio Condeço.

Na Rua de S. Mamede e no Largo do Centenário, em Valongo, será possível escutar "Histórias da minha rua", uma "instalação sonora comunitária" assinada pela jornalista Sandy Gajeiro com a participação do público.

Quem passar naquelas ruas verá ainda esculturas de Carla Monteiro e, no comércio, haverá uma intervenção de ilustração nas montras por Anabela Dias e Adélia Carvalho.

O grupo de teatro Pés na Terra e Cabeças no Ar, o festival IndieJúnior e as escritoras Ana Saldanha e Ana Luísa Amaral também estarão presentes no Onomatopeia.

terça-feira, 16 de junho de 2020

"Infâncias: Aqui e Além-mar" em versão digital


Uma versão digital do livro "Infâncias: Aqui e Além-mar", de José Jorge Letria e José Santos, foi lançada no âmbito das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

A editora SESI-SP, ligada ao Serviço Social da Indústria do estado de São Paulo, no Brasil, informa em comunicado que o e-book desta "viagem pelas lembranças da meninice" de dois poetas, o português José Jorge Letria e o brasileiro José Santos, pode ser adquirido na Amazon, "ampliando o acesso dos leitores à obra".

No contexto do feriado do 10 de Junho, Dia de Portugal, a SESI-SP está a promover "uma campanha especial para divulgação do título", que inclui ilustrações dos artistas Cátia Vidinhas (Portugal) e Guazelli (Brasil), "reforçando ainda mais a ligação" entre os dois países lusófonos.

Em 2018, "Infâncias: aqui e além-mar" foi distinguido no Brasil com o prémio e o selo "Altamente Recomendável" da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, enquanto melhor livro na categoria "Literatura em Língua Portuguesa". A SESI-SP planeia a sua publicação também Portugal, estando para já a obra disponível na Livraria da Travessa, em Lisboa.

segunda-feira, 15 de junho de 2020

J.K. Rowling anuncia novo livro infantil



A escritora britânica J.K. Rowling, autora da saga "Harry Potter", publicou um novo livro infantil, intitulado "The Ickabog", um conto de fadas que é disponibilizado online, gratuitamente e em formato de série.

O anúncio foi feito pela própria autora, através do Twitter, que revelou a intenção de proporcionar às crianças, forçadas a permanecer em casa devido à pandemia de covid-19, a possibilidade de lerem a história antecipadamente à sua publicação em novembro.

J.K. Rowling tratou logo de esclarecer que este conto de fadas "sobre a verdade e o abuso de poder", que esteve guardado vários anos no seu sótão, não tem ligação ao universo de Harry Potter.

"The Ickabog" passa-se numa terra imaginária sem relação com qualquer outra obra de Rowling e é disponibilizado em série online, em 34 episódios gratuitos, sendo o último publicado a 10 de julho, segundo o anúncio feito pela autora no Twitter.

Posteriormente, será publicado como livro, ebook e audiolivro, e as royalties revertem para projetos de assistência a grupos atingidos pela pandemia.

A história começou a ser escrita há mais de dez anos, pelo que não deve "ser lida como uma resposta a nada do que está a acontecer no mundo neste momento", esclareceu.

A romancista disse ainda que "The Ickabog" foi escrito com várias interrupções e recomeços, entre os livros de Harry Potter, e que inicialmente planeou publicá-lo após o último livro da série, "Harry Potter e os Talismãs da Morte".

Em vez disso, passou a escrever romances para adultos, incluindo "The Casual Vacancy" e "The Cuckoo's Calling", sob o pseudónimo Robert Galbraith.

J.K. Rowling disse que decidiu "afastar-se dos livros infantis por um tempo" e que manteve o primeiro rascunho de "The Ickabog" guardado no seu sótão.

"Com o tempo, vim a pensar nesta como uma história que pertencia aos meus dois filhos mais novos, porque a tinha lido para eles à noite, quando eram pequenos, o que sempre foi uma feliz recordação de família", contou.

No entanto, há algumas semanas, teve a ideia de publicar a história gratuitamente para as crianças em confinamento. A autora, que recuperou então os manuscritos e começou a reescrever algumas partes, conta que os seus filhos adolescentes "estavam emocionalmente entusiasmados" e que ela tem estado "imersa num mundo fictício em que pensava nunca mais voltar a entrar".

"Enquanto trabalhava para terminar o livro, comecei a ler capítulos à noite para a família novamente. Esta foi uma das experiências mais extraordinárias da minha vida de escrita, pois os dois primeiros leitores de "The Ickabog" disseram-me do que se lembravam quando eram pequeninos e exigiram a reposição de pedaços de que gostavam particularmente (eu obedeci)", escreveu a autora no seu site.

J.K. Rowling está também a pedir às crianças que enviem ilustrações para cada capítulo. As melhores ilustrações serão incluídas nas edições impressas da história.

"Quero ver a imaginação a correr solta! Criatividade, inventividade e esforço são as coisas mais importantes: não estamos necessariamente à procura de habilidade e técnica", escreveu.

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Dia Mundial da Criança celebrado por diversos espaços culturais



Uma série sobre ópera, uma estreia das Histórias Magnéticas, para celebrar a Liberdade, e contos de José Eduardo Agualusa e David Machado estão nos programas do Dia Mundial da Criança, dos teatros S. Carlos (na fotografia de capa), LU.CA e D. Maria. As propostas de cada um dos teatros de Lisboa ficam disponíveis online, nos respetivos sites ou redes sociais, no dia 1 de junho.

O Teatro Luís de Camões - o Lu.Ca -, que completa dois anos no Dia Mundial da Criança, festeja a data com a estreia do primeiro conto original do grupo Histórias Magnéticas, que este ano completa o 10.º aniversário, e com uma playlist para celebrar o dia "de manhã à noite".

"Não se deixem enganar! - Um conto panfletário" é a proposta das Histórias Magnéticas, sobre "uma criança que viveu a transição do fascismo para a democracia em Portugal e que por isso sabe que não há pior do que viver sob um regime como o antigo".

Para esse menino, agora com 50 anos, a história da sua família antifascista, parecida com tantas outras, não pode ser esquecida, tem de ser contada, valer como exemplo de coragem e crença na Liberdade, "valor primordial da vida, mas eternamente ameaçado".

O Lu.Ca homenageia assim "a geração de pais e mães nascidos nos anos 1930 do século XX que, sem procurarem um lugar na História, protagonismo político ou de qualquer outra espécie, nunca se resignaram, arriscaram a vida, passaram pela prisão, exilaram-se e foram perseguidos para que hoje nós possamos viver num país melhor".

Depois da estreia, às 18h00, haverá uma conversa em streaming com o músico Sérgio Pelágio e a bailarina e coreógrafa Sílvia Real, que fazem as Histórias Magnéticas, um projeto apoiado por Gestão dos Direitos dos Artistas, Câmara Municipal de Lisboa e A Voz do Operário.

A peça - uma coprodução do Teatro LU.CA, CasaBranca/Festival Verão Azul e Câmara Municipal de Castelo Branco – e a conversa acontecem no Facebook e no Zoom do LU.CA, e a história ficará disponível, durante uma semana, no site do teatro.

No mesmo dia, o LU.CA disponibiliza no Spotify uma "Playlist para celebrar de manhã à noite", com curadoria da dupla de Dj "Bandido$".

O Teatro Nacional D. Maria II, a partir das 11h00, promove espetáculos online, leituras de histórias e uma sessão de poemas para celebrar o dia dos mais pequenos.

A Salinha Online é a primeira a abrir, às 11:00, com duas histórias infantis: "O pai que se tornou mãe", de José Eduardo Agualusa, lida por Inês Vaz, e "Parece um pássaro", de David Machado, interpretada por Pedro Russo.

As leituras ficam disponíveis para ver ou rever mais tarde, juntando-se às várias histórias já existentes na Salinha. Às 14h00, será a vez do espetáculo "Insuflável", que foi apresentado no D. Maria II em 2019.

Criado e encenado por João de Brito, "Insuflável" é uma história que faz pensar sobre os sonhos e a imaginação, dirigido a crianças maiores de seis anos. Interpretado também em Língua Gestual Portuguesa, as duas versões ficam disponíveis para visualização até ao final de junho.

No Nacional D. Maria, o Dia Mundial da Criança termina com uma sessão especial do Clube dos Poetas Vivos, dedicada a "Poesia para crianças". Às 17h00, Teresa Coutinho convida Catarina Loureiro, Cláudia Gaiolas, Crista Alfaiate, Manuela Pedroso, Marco Paiva, Teresa Sobral desvendam poemas, numa parceria entre D. Maria e a Casa Fernando Pessoa.

A sessão decorrerá em direto, no Instagram do D. Maria II, ficando mais tarde disponível para visualização no Youtube.

O Teatro Nacional de São Carlos (TNSC), por seu lado, estreia "O que é que a ópera tem?", uma série infantil sobre o drama em música, o que nele fascina, prende a atenção e se apresenta como aventura, com a participação das formações residentes, o Coro e a Orquestra Sinfónica Portuguesa.

Vicente, de 6 anos, Francisca, de 7, e Marta, com 10 anos, são três amigos que, em suas casas, em tempo de pandemia, não deixam de conversar e brincar. Eles são os protagonistas da série infantil, que conta com a boneca Carlota, moradora no teatro lírico, do qual vai revelando segredos: os maestros, os cantores e os instrumentistas, a música que os une e "a magia que se vive no único teatro de ópera do país".

Segmentos de óperas, como "A Flauta Mágica", de Mozart, ilustram diferentes momentos, que permitem conhecer famílias de instrumentos, vozes de um coro, funcionamento dos corpos artísticos e a história da música, entre muitas outras.

O primeiro episódio conta com a soprano Elisabete Matos, diretora artística do TNSC, e será transmitido todas as segundas-feiras, às 12h00, no site do TNSC e nas suas páginas no Facebook e no Instagram.

sexta-feira, 15 de maio de 2020

Concertos para Bebés online


Os Concertos para Bebés vão ser transmitidos para casa das famílias pela Internet, adotando um novo modelo para responder às limitações impostas pela pandemia de covid-19.

Criados há quase 22 anos, os Concertos para Bebés, produzidos pela companhia Musicalmente, tinham uma intensa agenda para este ano, mas tudo foi cancelado, obrigando a repensar esta proposta para a primeira infância.

"Um concerto ao vivo não se substitui por uma transmissão pela Internet. Um concerto não é somente a experiência física, acústica, térmica, social ou de repertórios", explicou Paulo Lameiro, na apresentação de Concertos para Bebés em Casa. "Os concertos são circuitos de energias, um sistema que se alimenta e contamina de emoções, e isto nunca pode acontecer online".

A partir de 31 de maio até julho, cinco concertos serão transmitidos a partir dos Pousos, em Leiria, num espaço preparado para levar a casa dos assinantes espetáculos em direto com convidados especiais. Por isso, a equipa desenvolveu um formato que mantém os princípios originais do projeto, acrescentando-lhe ingredientes para "levar o palco a casa dos bebés, trazer os bebés à sala onde estão os intérpretes" e "intensificar e explorar outras formas de aproximar o público dos intérpretes".

Com a Internet saturada de proposta culturais, os Concertos para Bebés em Casa querem fazer diferente: "Os pais vão ser convidados a preparar as suas salas em casa, como um palco ou uma sala de concertos", avança Paulo Lameiro. Um "guião técnico" ajudará a dispor "a luz, a dramaturgia, os objetos, os tapetes, a altura da televisão e a altura a que o bebé vai estar". Um dos elementos mais velhos da família assumirá funções de "luminotécnico" e de "diretor de cena" doméstico, para que haja maior eficácia e cumplicidade.

Em sentido inverso, os músicos e intérpretes serão sensibilizados por fotografias de concertos antigos e por imagens e vídeos enviados pelos pais em tempo real, "para poder vivenciar e ter um bocadinho da experiência lá de casa".

O programa dos Concertos para Bebés em Casa arranca a 31 de maio aqui, com a harpista Ana Castanhito como solista convidada. O tema será "Danças com harpa".

Luísa Sobral (na foto de MD Photography) participa do concerto de 14 de junho, intitulado "Embalos da Luísa". Ainda em junho, dia 21, há música de contrabaixo e eletrónica com Hugo Correia em "O bebé virtuoso", e dia 28 o destaque será Rodrigo Carreira e a sua trompa, em "Dos campos ao pinhal". A encerrar esta primeira temporada em casa, os Concertos para Bebés apresentam a 12 de julho "Sordunas e outras guloseimas", com o fagote e contrafagote de Pedro Pereira e Gonçalo Pereira.

terça-feira, 12 de maio de 2020

Mariana Moreira lança 'Eu Já Sei Cuidar de Mim'


Mariana Moreira tem 20 anos. Desde os 8 anos quando começou a compor, que a música tem um papel fundamental na sua vida. Acompanha-se nos concertos com guitarra e/ou piano. Concorreu ao programa The Voice Portugal. No concurso Palmela Has Talent 2020 ficou em primeiro lugar, ex aequo com Pedro Vicente.

Mariana procura transmitir com as suas canções, ideias e mensagens que julga serem importantes nos dias de hoje.

Mariana Moreira estreia-se oficialmente com o single 'Eu Já Sei Cuidar de Mim', disponível mais abaixo.

'Eu Já Sei Cuidar de Mim' foi escrito, composto e produzido pela própria. É acompanhado de um videoclipe divertido que "casa" com a mensagem da canção. Traz uma alegre frescura à música portuguesa, abordando temas que considera serem muito especiais: a positividade e a beleza que nascem da juventude. E promete continuar a trazer temas muito importantes e especiais.


sexta-feira, 1 de maio de 2020

Joana Barra Vaz ao SBROING: «Os meus alunos dizem que sou a Dory»


Hoje é o último dia que tens para ver o documentário "Meu Caro Amigo Chico" (2012), da autoria de Joana Barra Vaz, que está disponível online. Trata-se de um streaming gratuito, sem fins lucrativos e a exibição "é cortesia dos autores do filme, da equipa artística e técnica e de todos os que, generosamente, tornaram este filme possível".

"Meu Caro Amigo Chico", que está disponível aqui, surge como que uma carta, escrita em forma de documentário, como resposta à canção 'Tanto Mar' de Chico Buarque. Traça-se um retrato de Portugal e do panorama musical que se vive, através das canções e testemunhos de vários músicos portugueses. Este documentário conta com a participação de António Zambujo, Bernardo Barata, Chico Buarque, Couple Coffee, Feromona, Foge Foge Bandido, João Afonso, José de Castro, José Eduardo Agualusa, JP Simões, Manel Cruz, Márcia, Miguel Araújo, Nuno Prata, Nuno Rafael, Os Quais, Peixe, Real Combo Lisbonense, Roda de Choro de Lisboa, Sérgio Costa, Sérgio Godinho, Zelig, entre outros.

"Era Uma Vez no Espaço" era o seu desenho animado favorito, como nos disse.
Joana Barra Vaz é argumentista, realizadora e compositora. Se bem te lembras participou no Festival da Canção da RTP de 2018, a convite de Francisca Cortesão e de Afonso Cabral, com a canção 'Anda Estragar-me os Planos'.

Concerto Pequeno David no sucesso "Hora do Recreio"


Mal as escolas fecharam devido ao surto da CoVid-19, o Pequeno David arregaçou as mangas, ou não fosse ele tanto artista quanto professor, e criou nas suas redes sociais a "Hora do Recreio".

Diretos com música, conversa, atividades e muita diversão, que têm contribuído para alegrar diariamente às 12h00 milhares de crianças.

A "Hora do Recreio" é também uma forma de apoiar todos os cuidadores infantis, sejam eles pais ou avós, com bons momentos passados em família.

Esta sexta vai haver um concerto especialíssimo do Pequeno David na "Hora do Recreio" para dessa forma celebrar um mês de diretos.

Para além dos temas dos seus dois discos, Pequeno David irá cantar o seu novo single 'Juntos por Aqui' totalmente produzida em casa e que mostra que podemos continuar a manter-nos virtualmente juntos, até ao dia que nos voltarmos a abraçar!

 

quarta-feira, 29 de abril de 2020

O Ovo da Pequena Coruja [leitura em vídeo]


A mãe da Pequena Coruja pôs um ovo. Fantástico, não é? Mas a Pequena Coruja diz à mamã que não precisam de uma nova coruja bebé - para quê, se a tem a ela - e que talvez seja, afinal, um ovo de pinguim... ou de crocodilo... ou, melhor ainda, de dragão! No entanto, depois de imaginar como seria, nenhuma dessas hipóteses lhe agradava realmente.

Será que, afinal, ter uma coruja bebé não é bem melhor? Um divertido e enternecedor livro sobre a chegada de um novo irmão, perfeito para a sua própria querida corujinha, de Debi Gliori com lustração de Alison Brown.

Aqui fica a leitura que dividimos com a Isabel Abreu. Imagem de Filipe Pedro.

segunda-feira, 27 de abril de 2020

Cherry, fã da Rua Sésamo, diz ao SBROING: «A minha mãe comprava as revistas todas as semanas»


Cherry lançou, já neste quadro de confinamento, o novo single 'Black Sugar'. Depois de 'Cold Wind', este é já o segundo single que virá a integrar o novo álbum, previsivelmente lançado este ano.

O caldeirão musical de Ana Caldeira - Cherry - já começou a ser ouvido com "London Express" e inclui jazz, blues, gospel, soul, r'n'b e rock.

Das jam sessions com os amigos ao coro da UTL, Ana sentiu que era altura de trabalhar com um objetivo profissional. Começou com um duo acústico, mas rapidamente o projeto passou a trio - voz, guitarra acústica e guitarra eléctrica -, os Cherry Jam, nascidos em 2010.

Agora anda a preparar um álbum novo e o fomos conversar com ela numa tarde primaveril ainda antes das ordens de distanciamento social; foi uma típica "conversa de amigas" na pacata vila de Alenquer, onde ficámos a saber que é fã da "Rua Sésamo" e do "Bocas".
E o tema 'Cold Wind', já ouviste? Aqui fica ele e o vídeo.

 

quinta-feira, 23 de abril de 2020

Planeta Tangerina edita "Para que serve?"



"Para que serve um rinoceronte? Para que serve um sonho? Para que serve um quadro num museu?", pergunta o escritor José Maria Vieira Mendes num livro ilustrado para os mais novos, que foi agora publicado.

Com ilustrações em desenho, recorte e colagem de Madalena Matoso, o livro encadeia muitas perguntas e algumas respostas com outras questões sobre lógica, dedução e compreensão do que nos rodeia.

"Para que serve, então, perguntar 'para que serve'? Para termos a certeza de que uma coisa existe", escreveu José Maria Vieira Mendes.

De acordo com a editora, o texto deste livro nasceu de uma conferência que José Maria Vieira Mendes deu em 2019, no Teatro Lu.Ca, intitulada "Para que serve a Cultura?". "Para Que Serve?" é o primeiro livro deste autor, que escreve sobretudo peças de teatro, na editora Planeta Tangerina.

sábado, 18 de abril de 2020

D. Maria II inaugura hoje a Salinha Online


O Teatro Nacional D. Maria II inaugura hoje a Salinha Online onde todos os fins de semana irá transmitir um conto para os mais pequenos, anunciou a instituição dirigida por Tiago Rodrigues.

A primeira sessão decorre já hoje com a transmissão de "A grande viagem do pequeno Mi", de Sandro William Junqueira, que será interpretada por Luís Godinho.

No domingo, será a vez de "O país dos contrários", de José Eduardo Agualusa, história que será lida por Victor Yovani. Nos dias 25 e 26 de abril, a programação para os mais jovens será preenchida, respetivamente, com "O compadre simplório tem os pés tortos" e "A semente".

Pensada para famílias com crianças entre os três e os oito anos, a Salinha Online é um espaço de acesso toe gratuito, composto por vídeos com leituras de histórias e contos infantis.

Assim, todos os sábados e domingos, às 11h00, é lançada uma nova história, que depois fica disponível para ser vista ou revista em qualquer altura. Os vários atores vão dar corpo e voz, a partir das suas casas, a dezenas de histórias infantis.

A Salinha Online é uma iniciativa do Teatro Nacional D. Maria II e do Grupo Ageas Portugal, com o objetivo de ser um espaço dedicado especificamente aos mais pequenos. A ideia é ajudá-los "a alargar a imaginação, assistindo a diversas histórias de autores portugueses e estrangeiros, algumas das quais recomendadas pelo Plano Nacional de Leitura".

quinta-feira, 16 de abril de 2020

Audiolivro: A Minha Avó Tem Coronavírus

de Beatriz Braga, Joana M. Gomes, Marta Correia, Miguel Correia e Susana Amorim

Olá amigos mais pequenos! Sabem que vocês são muito importantes nesta luta contra o coronavírus?

 Para vos ajudar a DGS - Direção Geral da Saúde - criou algumas ferramentas que também partilho convosco em formato de audiolivro.

Este trabalho, "A Minha Avó Tem Coronavírus", pretende ajudar crianças e jovens a lidarem com uma situação nova e inesperada, que obriga a novas rotinas diárias e à gestão de situações nem sempre fáceis de entender.


Entretanto, não te esqueças de subscrever o podcast do SBROING para receberes automaticamente todos os episódios.

Se preferires, também podes ouvir no YouTube.

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Stop Contágio para jogar e aprender


Amiguinhos, sugiro-vos uma destas tardes de chuva para passarem tempo de qualidade com a vossa família, em casa, e jogar STOP Contágio uns com os outros.

Este jogo didático destina-se a todas as idades e promove o conhecimento sobre vírus, particularmente focado no SARS-CoV-2. Trata-se de um jogo de perguntas e respostas em que cada escolha da opção certa se traduz em pontos para o utilizador.

"Aceda ao jogo online 'STOP Contágio' e aprenda mais sobre o novo coronavírus e como se pode proteger. Um jogo para toda a família!", escreve a Direção-Geral da Saúde (DGS) no Facebook.

Muitas das perguntas são acompanhadas por desenhos e observações que nos ajudam a compreender melhor e obter mais informação sobre determinado assunto relacionado com a Covid-19, como ações das quais não nos devemos esquecer ou mais explicações sobre o vírus e a sua propagação.

Podem aceder ao jogo aqui.