segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Viviane ao SBROING: «Quando eu tinha 10 anos fiz "a primeira parte" de Carlos do Carmo»

Viviane com Daniela Azevedo e o SBROING no início de 2018 sobre o álbum de tributo a Edith Piaf


Depois de 12 anos de carreira a solo, Viviane lançou no final do ano passado um álbum de tributo a uma das suas grandes referências musicais de vida: Edith Piaf.

"Viviane Canta Piaf" é o resultado de três concertos integrados na iniciativa "Artista Figuras", do Teatro de Faro. A cantora francesa Edith Piaf é uma referência muito especial na sua vida tendo em conta que Viviane nasceu em França e lá viveu até aos 13 anos. Era muito jovem quando veio para Portugal. O concerto correu tão bem que a cantora decidiu gravar alguns dos temas desse espetáculo num CD intitulado "Viviane Canta Piaf".

No disco, além de interpretar dez canções da icónica artista francesa, Viviane ainda toca flauta, um dos seus instrumentos de eleição, além do acordeão, um instrumento que considera muito francês. E tu, que instrumento gostas de tocar na escola?

A carreira musical de Viviane já começou há muitos anos, em 1990, quando formou, juntamente com Tó Viegas, o grupo Entre Aspas, que após ter alcançado o 3.º lugar no concurso de música moderna da Câmara Municipal de Lisboa. Os teus pais lembram-se bem deste grupo.

Em 2005, após a extinção dos Entre Aspas, Viviane inicia a sua carreira a solo com o álbum intitulado "Amores Imperfeitos" seguido de "Viviane", em 2007. O seu quarto álbum intitula-se "Dia Novo" e saiu em 2014.

Este "Viviane Canta Piaf" vem na sequência de uma evolução natural, mas também porque sempre gostou muito da cantora francesa. Ainda assim, a sua primeira experiência musical foi a fazer a "primeira parte" de dois concertos do famoso fadista Carlos do Carmo. Ora ouve lá como nos recordou esse momento.


Agora que decidiu cantar em francês, ouve lá como ficou o clássico 'La Vie En Rose' na sua voz. Tão bonita, verdade?


 

Sem comentários:

Publicar um comentário